22 novembro 2009

Manifesto pela Valorização da Profissão de Relações Públicas na América Latina

Desde 2006, o dia 22 de novembro passou a ser um dia simbolicamente muito importante para os estudantes e profissionais de relações públicas brasileiros, pois passou a ser utilizado como um instrumento de conscientização, fortalecimento, valorização e reconhecimento da profissão em todo o país.

Neste ano de 2009, essa luta está sendo ampliada para todos os países da América Latina, uma vez que a realidade da profissão de relações públicas, apesar de ter características e contextos diferentes em cada país da região, todos eles têm, pelo menos, uma questão em comum: a necessidade de mais valorização, legitimidade e reconhecimento social.

Assim como vem acontecendo desde 2006 no Brasil, agora passará também a acontecer em toda a América Latina: o dia 22 de novembro se constituirá em um marco das relações públicas, delimitando historicamente dois momentos distintos:

- o primeiro (anterior), em que o profissional de relações públicas se sentia o “patinho feio” da comunicação, mesmo sem ser;

- o segundo (que passamos a assumir desde 2006), em que o “patinho feio” cresceu e se tornou um belo cisne, o gestor da imagem e dos relacionamentos das organizações.

Neste instante declaramos, portanto, que não mais aceitamos ser coadjuvantes da história, uma vez que sempre foi e sempre será nossa a responsabilidade de protagonizar a comunicação corporativa e organizacional, bem como todas as áreas de atuação inerentes às relações públicas, que envolvam a gestão da qualidade dos relacionamentos estabelecidos entre as organizações e seus diversos públicos de interesse.

Declaramos a quem possa interessar que somos uma categoria organizada, que possui uma profissão regulamentada, estabelecida e acima de tudo, somos uma classe consciente da nossa importância no contexto sócio, político e econômico deste país e, portanto, vamos cobrar os nossos direitos e tomar posse dos nossos espaços no mercado de trabalho, doa a quem doer.

Esta quarta edição da mobilização de 22 de novembro, que passa agora a ser uma mobilização internacional e se chamar Dia Latino-americano de Luta pela Valorização da Profissão de Relações Públicas, vem ampliar, significativamente, o reconhecimento de uma “nova” categoria profissional, muito mais consciente dos seus direitos e obrigações, não apenas como profissionais, mas também como cidadãos latino-americanos.

Neste momento histórico, portanto, cabe a cada estudante, a cada profissional de relações públicas da América Latina, continuar dando a sua parcela de contribuição nesta luta, ampliando a sua participação, potencializando a atmosfera positiva que se encontra hoje a profissão de relações públicas na nossa região, atmosfera esta que nós, participantes desta grande mobilização internacional pela valorização da profissão, temos orgulho de estar ajudando a construir.

Organização Internacional
www.22denovembro.rp-bahia.com.br

5 comentários:

Priscila Borges disse...

Estamos juntos!

Marcelo Minutti disse...

Carol.. ótimo texto. Deixo meu apoio aqui também.

MM

Alessandra, Juliana, Laila e Vanessa disse...

A UNIÃO FAZ A FORÇA! SOMOS CAPAZES DE FAZER MUITO MAIS PELA PROFISSÃO DE RELAÇÕES PÚBLICAS.O PRIMEIRO PASSO É A DIVULGAÇÃO EM SEGUIDA AÇÕES COMO ESTA.PARABÉNS!RP COM ORGULHO SOMOS NÓS

Portal RP-Bahia disse...

Parabéns profa. Carol Terra pelo engajamento na luta por uma realidade cada vez melhor para a nossa profissão!

Um grande abraço do amigo
Marcello Chamusca

Flávio Fereira disse...

Olá RPalavreando,
Sou um apaixonado e estudioso das Relações Públicas. Li em um de suas postagens duas palavras q acredito ser a válvula des escape para inúmeros problemas de nossa profissão "administradores de relacionamentos". Através deste princípio tenho uma tese que acredito que o RP é o gestor dos relacionamentos institucionais.
Parabéns pelo seu Blog, um grande abraço